------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
,
Pesquisa personalizada
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
.

Modelo de Relatório Final de avaliação da turma

Este modelo de relatório final de avaliação do grupo foi escrito pela querida professora Sonia Ubeda. Como sempre, ela partilha o que tem de melhor, com o intuito de auxiliar aqueles que ainda possuem dúvidas. É claro que a intenção aqui não é um modelo pronto e acabado de relatório final de avaliação, mas sim uma indicação de caminho possível, dentre tantas existentes. Se você tiver relatórios de avaliação e desejar compartilhar, não hesite em enviar por email ao Espaço Educar, pois há professores precisando de seu auxílio! Muito obrigada! Elizabeth,




RELATÓRIO FINAL
2° ANO A-2009
Chegamos ao final de mais um ano. Como passou rápido!
Quantas descobertas, novidades e, principalmente quanto crescimento adquirimos.
Nossa turminha desde os primeiros dias se mostrou bastante unida, construímos grandes vínculos afetivos que marcam espaço na história de vida do grupo. O carinho, o amor e a preocupação com cada um são uma das principais características da turma.
Durante esse ano procurei a melhor forma de elaborar, propor e realizar diversas atividades que pudessem atrair a concentração das crianças, para que elas pudessem aprender e desenvolver de acordo com seu ritmo, todas as formas de linguagem corporal, musical, oral e visual. O desenvolvimento da escrita e da leitura foi acontecendo respeitando o tempo de cada um. Ao final do ano todas as crianças estão no nível de escrita alfabética, alguns ainda apresentam dificuldade na produção individual de escrita porque têm seus ritmos próprios, suas dificuldades específicas e também histórias de vida e contato com o mundo letrado diferentes, o que é normal visto que somos seres únicos e devemos valorizar e respeitar essas especificidades.
Em toda atividade de leitura e escrita proposta, procurei respeitar a função social dessas práticas. Dessa forma as crianças puderam perceber que tudo que escrevemos será lido por alguém e que, dessa forma, é fundamental que usemos linguagem própria para a escrita, que prestemos atenção à pontuação e a ortografia correta das palavras.
A leitura diária feita pelo professor e a leitura compartilhada (feita de duas a três vezes durante a semana) de textos de diferentes gêneros e seus diferentes portadores foi fundamental para o enriquecimento do vocabulário dos alunos, para que tivessem a oportunidade de contato com textos bem escritos, para que pudessem perceber as diferentes formatações e elementos estruturais, além é claro, de fornecer elementos para que pudessem elaborar seus próprios textos de forma clara, coesa, respeitando a ordem cronológica dos fatos, fornecendo detalhes sobre cenários, personagens e acontecimentos usando criatividade.
Tive uma atenção especial para a produção textual, procurei orientá-los na escrita de diferentes gêneros textuais sempre motivando os mesmos para romperem com as dificuldades que se iam apresentando. A troca de experiência ocorreu durante os desenvolvimentos de todas atividades. A socialização do conhecimento sempre foi muito incentivada e tornou-se uma prática constante e natural. Os alunos puderam comparar a escrita e a leitura com as dos amigos e isso gerou muitos avanços.
A amizade, o companheirismo, a solidariedade e o carinho foram pontos positivos importantes para o crescimento pessoal e cognitivo. Quando um aluno notava que o outro estava com dificuldade sempre se oferecia para auxiliá-lo.
Os trabalhos em duplas e grupos sempre ocorreram de forma harmoniosa e sempre foram ferramentas importantes para a superação dos obstáculos.
No 4ª bimestre ocorreu o fechamento do projeto meio ambiente com a exposição dos livrões confeccionados por todas as 1ª séries e expostos na biblioteca. Ao longo do ano discutimos sobre consumo consciente, uso racional das reservas naturais, o problema do lixo, a poluição etc. Essa conscientização torna-se cada vez mais importante e, nos educadores precisamos nos engajar e engajar nossos alunos nessa luta.
A recuperação contínua realizada com duplas produtivas e mesmo auxilio individual do professor foi constante e, com esse trabalho muitos alunos conseguiram progredir no nível de escrita. A cada semana destinava momentos específicos para lançar desafios para uma dupla produtiva, levá-los a refletir sobre a escrita e leitura com atividades significativas, desafiadoras e de agrado dos mesmos. Assim que um obstáculo era superado passava para um novo desafio. Assim, as crianças tiveram oportunidade de usar o que já sabiam para aprender o que ainda precisavam e iam vencendo, pouco a pouco, seus temores, suas inseguranças e se lançavam ao novo com vontade e confiança.
ALUNOS QUE APRESENTARAM MAIOR DIFICULDADE
Três alunos tiveram mais dificuldades para entender o processo de escrita: O Pedro, o Gabriel e o Nicolas. Já relatei os problemas dos mesmos em meus registros anteriores. Os três estão alfabéticos na lista de palavras (sondagem de escrita), porém, ainda apresentam muita dificuldade na produção de diferentes tipos de textos (mesmo na reescrita de textos que se sabe de memória). Com auxilio individual conseguem redigir pequenos textos, mas, ainda estão inseguros e necessitam de muito estímulo e apoio no desenvolvimento desse tipo de atividade. Apesar dessas dificuldades relatadas, posso afirmar que o progresso dos mesmos no último bimestre foi grande. Ainda não lêem com autonomia.
Em matemática, Nicolas, Pedro, Gabriel e Aline são os alunos que apresentam mais dificuldades tanto no sistema de numeração decimal quanto na resolução de problemas e/ou operações adição e subtração simples necessitando de maior apoio e orientações na execução das tarefas.
AVALIAÇÃO
A avaliação foi constante procurando detectar os avanços de cada aluno, respeitando sua individualidade e ritmo, analisando os resultados e procurando novas formas de ensinar levando o aluno a superar os desafios.
MAPA DA SALA
HIPÓTESE
SONDAGEM
SONDAGEM
SONDAGEM
SONDAGEM
SONDAGEM
PRÉ-SILÁBICA
22
3
1
0
0
SILÁBICA SEM VALOR
0
1
0
1
0
SILÁBICA COM VALOR
4
16
1
2
0
SILÁBICA ALFABÉTICA
3
3
2
1
0
ALFABÉTICA
1
7
25
27
31
TOTAL DE ALUNOS
SONDADOS
30
30
29
31
31

2 comentários :

  1. Seu relatório está indiscutivélmente maravilhoso.Parabéns!!! Sabemos que não é facíl elaborar um relatório.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns! encontrei um texto com palavras enriquecedoras muito construtivas estava sem saber como colocar no papel tudo o que observei nos meus alunos tenho manuscritos que fui rabiscando dia a dia mas não conseguia contextualizar. obrigada foi de muita ajuda .

    ResponderExcluir

É muito bom quando você comenta. Assim, posso saber do que você precisa e conhecer a sua opinião sobre o nosso trabalho. Obrigada!

---------------------------------------------------------------

Quer receber novidades? CADASTRE O SEU EMAIL AQUI!

Mais vistos do mês